domingo, 20 de agosto de 2006

O que você vai ser quando crescer? Na minha infância eu nunca imaginaria responder que desejava ser um alpinista/escalador industrial. Mas também eu nem sabia que existia essa profissão...

Certa vez, eu estava trabalhando embarcado na plataforma de petróleo PCH-2 como mecânico de manutenção. Numa manhã, passei por uns caras com umas mochilas grandes nas costas, eles também usavam cintos de escalada e tinham várias cordas e mosquetões. Todo esse equipamento me era bem familiar, eu só não imaginava o que eles faziam ali, naquele ambiente industrial. Meu companheiro de trabalho me explicou que eles aqueles “malucos suicidas” (foi como ele os descreveu) eram alpinistas. No mesmo instante aquilo me despertou uma curiosidade enorme, me imaginei ali na equipe daqueles caras e botei na cabeça que um dia eu também seria um alpinista industrial.

Hoje, depois de ter passado por alguns navios e plataformas de petróleo trabalhando como alpinista, me sinto realizado e feliz por trabalhar nesse ramo. Diferente da grande maioria dos profissionais que ali estão principalmente por dinheiro, eu trabalho no que gosto. Gosto do trabalho em altura e da adrenalina que ele gera. Gosto dos desafios, pois vejo neles uma forma de estar sempre me superando. Gosto dos riscos e de vencer meus medos a cada dia.

Um bom profissional não pode deixar de ter no Curriculum histórias engraçadas e loucas, pois isso faz parte da profissão. Existe até uma lenda, que diz que pra ser alpinista o candidato deve fazer um exame psicotécnico, mas se ele passar no teste, não serve pra alpinista. Brincadeiras à parte, palavras como seriedade, técnica, disciplina, segurança, ética e etc. devem ser bem entendidas e fazer parte do cotidiano dessa profissão que tem o nível de periculosidade bem elevado. Nosso objetivo e nossa luta diária é fazer com que esses riscos inerentes diminuam, para que possamos cumprir nosso trabalho com agilidade e segurança.

Acima de tudo, acho que a característica mais significativa numa boa equipe de escalada é o espírito de amizade, fazendo com que certas equipes sejam como verdadeiras famílias.


5 comentários:

Tarci disse...

No dia que eu conseguir fazer a matéria sobre Alpinismo, ou melhor, lugar para publicá-la (já que a Headwall saiu de linha) eu vou te pedir autorização pra usar esse texto como box! tá ótimo, é isso ai... Que bom que vc está feliz com sua profissão, isso é mais importante do que muitas coisas que a gente teima em dar mais valor! Beijo!!! Tarci

Nelson disse...

Cara esse texto ficou demais !!!

Não imaginava como voltar à ativa lhe traria tanta inspiração, e ver alguém realizado na atividade q exerce é mt bom. Como outras coisas .. não há dinheiro que pague. Um dia eu chego lá !
[]´s

Ana Elisa disse...

Muito bom saber que você está feliz. As pessoas até estranham quando dizemos que estamos felizes com aquilo que fazemos. Sofro desse mesmo mal. Estar satisfeito com o que fazemos nos faz até mesmo ficar felizes longe da nossa família, dos amigos e até mesmo (como no seu caso) arriscar de certa forma nossas vidas. Tenho certeza de que o meu Lobinho fica muito satisfeito de saber que você está bem e feliz, e que isso até compensa a falta que você faz a ele. Adorei teu blog. Se cuida viu? bjs =)

Luciane disse...

Fico miot feliz em saber que é profissional feliz com o que faz, pq não existe coisa pior doq ue fazer algo obrigado!!!
Todo trabalho excutado com gosto e prazer tem melhores resultados!!!!
Amei ver os guindastede do meu pai na sua fotinha, rsrsrs
Tudo de bom p/ vc sempre!!!
Bjins

Anônimo disse...

estou entrando paraesta aea de escalador industrial e gostaria de receber e-mails comde noçãoes em plataformas de petroleo.obrigao